Usando pela Primeira Vez o AirBnb

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

No primeiro fim de semana de novembro fomos para Bombinhas, no Estado de Santa Catarina, e resolvemos testar o aluguel de uma apartamento pelo aplicativo do AirBnb.

Algumas pessoas devem estar perguntando o que é o AirBnb?

Na verdade também faz bem pouco tempo que eu descobri esse sistema que nada mais é do que, segundo o site da empresa, “uma comunidade baseada em trocas“.

Fundado em agosto de 2008 e com sede em São Francisco, Califórnia, o Airbnb é um mercado comunitário confiável para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações únicas ao redor do mundo, seja de um computador, de um celular ou de uma tablet.

Não importa se você precisa de um apartamento por uma noite, um castelo por uma semana ou um condomínio por um mês: o Airbnb conecta as pessoas à experiências de viagem únicas, preços variados, em mais de 34.000 cidades e 191 países. Com um serviço de atendimento ao consumidor de nível internacional e uma comunidade de usuários em crescimento constante, o Airbnb é a maneira mais fácil de transformar seu espaço extra em dinheiro e mostrá-lo para milhões de pessoas.

A proposta do sistema é não ter intermediários, com isso a hospedagem fica mais em conta, sendo que a gente pode optar em alugar tanto um quarto como o local inteiro, diretamente com o proprietário do imóvel.

No início o serviço era baseado em disponibilizar apenas quartos, com o passar do tempo foram incluídos também locais inteiros. A sua opção vai depender de como você vai viajar e do seu estilo de viagem. No nosso caso optamos pelo apartamento inteiro, pois como somos em 5 pessoas isso nos dá mais espaço e privacidade.

Eu particularmente gosto bastante de alugar casa ou apartamento ao invés de parar em hotel, principalmente porque é difícil um hotel que tenha a disponibilidade de para 5 pessoas, tendo assim que alugar 2 quartos, o que encarece bastante a viagem. Por esse motivo eu achei interessante a proposta do AirBnb.

Resolvemos testar o sistema, e deu tudo perfeitamente certo. Mas o que eu notei nas pesquisas que andei fazendo é que além dos proprietários, exitem também administradores de aluguel de imóveis, que usam o site para anunciar e aluga por um valor mais baixo do que se fosse diretamente na imobiliária. E esse foi o nosso caso, alugamos por 2 diárias na praia de Bombas, em Bombinhas/SC, essa praia é bastante valorizada e para ter uma idéia, em alta temporada não se acha nada por menos de R$400,00. Como estamos na baixa temporada conseguimos o apartamento por R$150,00 a diária para nós 5.

Antes de fazer a reserva, você tem que logar ou criar uma conta usando o Google, o Facebook, ou criando uma conta sem o uso dessas redes. Tando o site como o App funcionam bem, criam um canal para entrar em contato com o proprietário e as avaliações dos imóveis.

Coloque então o destino desejado, as datas, o número de hospedes, e o tipo de imóvel desejado. Dá também para estipular o intervalo de preços que estás disposto a pagar. Com isso, escolha o imóvel através das fotos. Eu vejo sempre a avaliação de outros hóspedes e a quantidade de estrelas.

Escolhemos um apartamento com boa avaliação e um bom preço, nas fotos ele parecia bem novo e perto da praia. Existem imóveis que é preciso a aprovação do proprietário e outros a aprovação é imediata, esse foi o nosso caso. Depois de escolher bastou colocar os dados do cartão de crédito e a reserva foi feita. Durante o tempo de reserva e a data que iríamos viajar entramos algumas vezes em contato com o responsável e fomos prontamente atendidos.

Claro que ao chegar no local dá aquele friozinho na barriga, medo de não achar, mas logo localizamos o edifício e era exatamente como havíamos visto no site.

Edifício visto por fora

Edifício visto por fora

O prédio tinha garagem, portão com controle remoto, wi-fi, uma sacada maravilhosa, cozinha equipada e tudo dentro era novo.

Quem quiser ver mais fotos do local Clique Aqui.

Vale lembrar que existem taxas que eles cobram a parte, o nosso cobrava R$100,00 de taxa de limpeza, então antes de fazer a reserva compare os preços com as taxas pois elas podem variar bastante.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu gostei bastante do sistema, vejo o AirBnb par locações assim como o Uber para transportes, isso faz com que os preços sejam mais competitivos. Sabendo escolher direitinho, prestando atenção nos imóveis melhor avaliados, a chance de dar errado diminui bastante. Assim como em outras formas de reservar hotéis ou imóveis, nunca podemos dizer que é 100% seguro, mas devemos sempre tomar os cuidados necessários para reduzir a chance de algo dar errado em nossa viagem.

Provavelmente voltarei a fazer a locação pelo AirBnb na minha próxima viagem, no exterior vale bastante a pena, principalmente em cidades mais caras como Nova Iorque ou Paris. Quem sabe logo poderei vir aqui para contar como foi no exterior? 🙂

Se você leu até aqui, não esqueça de curtir a nossa página no facebook e deixar um comentário!

 

 

 

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: